Desembarque

Nesses dias percebi  que alguns casais tem um certo cuidado um com outro. Reparei na forma que as mulheres falam com seus namorados no percusso do carro informando detalhes de onde estão afim de tranquiliza-los ou por simplesmente por querer dividir com eles a paisagem em que estão.

Ha relatos de um senhor na área de desembarque de um aeroporto em São Paulo, onde estava visivelmente aflito esperando alguém. E quanto mais pessoas saiam, mas angustiado ele ficava. Ate que entre a multidão surgiu uma mulher com cabelo raspado e uma criança no colo. Onde o senhor de aparentemente 50 anos abraçou aquela mulher e com todo carinho que tinha se entregou em seus braços e se permitindo ser abraçado por ela. Imagino o tamanho da saudade que ele sentia.

Cenas como essas são raras de ser ver nos aeroportos e rodoviárias. As pessoas parecem que viajam sozinhas. Sem ter ninguém do outro os aguardando.

Faz alguns meses que eu vivo a rotina angustiante de esperar alguém chegar na rodoviária de minha cidade. E me recordo da primeira vez que isso aconteceu, onde antes de qualquer palavra eu a beijei e não quis mais soltar.

E quantas lagrimas caíram nas despedidas. E quanta angustia na demora em suas vindas.

Viver esses momentos nem sempre é fácil, mas fazem parte de um relacionamento saudável. Quando sentimos saudade de verdade e queremos estar perto de alguém e contamos os minutos ate que esse alguém chega e toda aquela dor vai embora em um beijo, em um abraço e o tempo para ali. Onde todas as suas dores e preocupações somem.

Seria tão bom que todos relacionamentos pudessem ter vivido momentos parecidos. A saudade dói é verdade. Mas sem a saudade não tem como você ter certeza do que sente de verdade.

Viver relacionamentos onde não existe saudade. Onde não existe a vontade de estar perto para mim perde todo o sentido de se relacionar. Melhor será viver sozinho, o que não tem mal nenhum nisso. As vezes pode ser ate melhor viver só do que com alguém que você não sinta saudades.

Se hoje eu vivo em um relacionamento sem saudade. A culpa é minha por não ter tido a sensibilidade de melhorar algumas coisas em mim. E dar a devida atenção ao meu relacionamento.

Mas se eu sinto saudade é porque quero perto.

É porque sinto um vazio que somente ela pode preencher.

É porque o meu coração esta incompleto sem ter ela ao meu lado.

Então resumo, a saudade é que me diz o quanto eu a amo.

 

The following two tabs change content below.
Natã Campos
Sou Aprendiz de Liberdade e busco ser melhor pai, melhor marido, melhor amigo, melhor profissional e te desafio a buscar a melhor versão de si mesmo todos os dias. Amante da musica e sempre em busca de conhecimento que agregue valor. Palestrante e Empreendedor Digital apresentando soluções para Mídias Sociais.

Comente com Seu Facebook

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: