Com grandes responsabilidades

Todos nós conhecemos a história do Homem Aranha que divergem um pouco da versão cinematográfica com a HQ,  mas basicamente é a mesma coisa.

 

Antes de Peter Parker ser picado por uma aranha geneticamente modificada ele era um rapaz muito inteligente, muito dedicado nos estudos, porém tímido, introspectivo, isolado, pouco sociável,  não vivia com seus pais. Ele morava com seu tios.

 

Gostaria de frisar que não foi algo interno que mudou Peter, foi necessário acontecer algo externo. Foi algo externo que mudou o Peter Parker, após passar esse acontecimento externo ele foi descobrindo novas habilidades, ele foi testando seus novos conhecimentos, ele foi percebendo com o passar do tempo que ele podia fazer algo diferente,  algumas coisas aconteceram, mas ele continuou sendo o Peter Parker.

 

No passado Peter Parker era aquele garoto tímido, estudioso, muito inteligente mas tinha se fechado, ele continua sendo aquele garoto, natureza muito humilde. Esse acontecimento externo, o incidente dele com a aranha, com as cobertas dessas novas habilidades,  desse novo conhecimento que ele adquiriu e se tornou uma nova pessoa, criou uma nova identidade, assim nasce o Homem Aranha que nós conhecemos, que vence seus próprios medos, que vence seus próprios desafios, que vai aguerrido contra as adversidades a fim de ajudar outras pessoas.

 

Ele se tornou um super-herói que com o seu sexto sentido conseguia prever os perigos, prever as coisas ruins chegando perto dele, uma pessoa destemida, mostra a habilidade de uma pessoa versátil, uma pessoa flexível, uma pessoa que tem um longo alcance com a sua teia, que das grandes saltos, que “voa” entre os arranha-céus de Nova York.

 

Mas para de ser isso ele precisou criar uma nova identidade, não era  mais é o Peter Parker, alguém que precisou passar por um acontecimento externo, teve perdas e através de tudo acumulado em sua mente encontrou em uma nova identidade a possibilidade de fazer algo diferente.

 

Vestir uma máscara ser odiado por poucos e ser amado por alguns pelo mesmo motivo. E quantas vezes nós vamos vestir a nossa máscara de manhã, deixando nosso lado tímido, nosso lado acanhado,  o nosso lado com medo, nosso lado fracassado na cama quando levantamos. Não queremos ser Peter Parker nós queremos ser homem-aranha por mais que por mais que algumas pessoas nos odeiam, mais que algumas pessoas nos ame,  isso não importa, nós queremos ser homem-aranha.

 

Mas temos um problema quando isso acontece, porque nós acabamos deixando Peter Parker na cama, nos esquecemos que o Homem Aranha é reflexo daquilo que há dentro de nós. E se você parar de olhar para fora e nesse momento é tentar olhar para dentro, você contemplará o que aconteceu, o que mudou você, as perdas, essas feridas que fizeram refletir essa pessoa que você é hoje.

 

Essas pedras fazem de você quem você é hoje. Mas você não precisa usar Máscara, esconder sua identidade. Você pode ser você. Não precisa fazer como o Peter Parker que criou uma criou a identidade falsa (Homem Aranha)  para poder sair pelo mundo. Você pode e deve ser você.

 

Será encontrada dentro de você a coragem que um super-herói tem de enfrentar os piores inimigos que o mundo pode oferecer e olhar para seu interior e derrotar se a si mesmo todos os dias. O importante é que tudo possa ser real, senão não é você ,nada que você venha construir, nada que você venha adquirir, será você. Nada vai passar de uma simples fantasia.

 

Com grandes responsabilidades vêm grandes poderes. Assuma responsabilidade da sua vida. E seja o herói que deseja.

The following two tabs change content below.
Natã Campos
Sou Aprendiz de Liberdade e busco ser melhor pai, melhor marido, melhor amigo, melhor profissional e te desafio a buscar a melhor versão de si mesmo todos os dias. Amante da musica e sempre em busca de conhecimento que agregue valor. Empreendedor Digital, Palestrante e Psicoterapeuta.

Comente com Seu Facebook

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: